01 abril, 2011

muros;

Passar por tanta coisa e perceber que nada mais faz algum sentido quanto fazia é ter todos os  sentimentos reprimidos e a criação de dúvidas fatais. Existe algo que ainda quero, que ainda lutaria para ter, mas sem perceber as pessoas que ainda restam em minha vida me dizem que não é possível e eu não estou em estado para usar isso a meu favor como estimulo para querer mais. Eu quero menos, eu penso menos e tento mudar o caminho mas eu não tenho opções, eu não tenho caminhos, eu não tenho ideias, eu não tenho guias e sempre me pego pensando como seria estar feliz naquele momento, eu sempre me pego pensando em um futuro, aquele mais distante do que os próprios contos de fadas, aquele que o mundo te prendeu em muros intransponíveis e é isso, não tem jeito. Desculpa sociedade, meu jeito de ser feliz foi barrado pelas suas regras, pela sua maneira de taxar tudo e todos. E agora me vejo suportando tudo dando errado e sorrindo fingindo que está tudo bem.
Ocorreu um erro neste gadget