22 março, 2013

Boa sorte

"Ei, eu estou triste. Eu sei que você reparou e tentou até saber o porquê. Eu sei que tenho agido como deveria ser, tenho me fingido de forte tão bem que até a mim mesma eu enganei. Eu não estou feliz por você, eu não quero você com ela, eu não quero conhecê-la, eu não quero agir decentemente sem gritar e chorar como a situação me permite, eu quero te dizer tudo que ainda resta dentro de mim, tudo que nunca me deixou desde o nosso término. Eu não queria que esse nosso passado tivesse uma marca tão grande assim, está grande demais, me fazendo me importar demais e sentir sua falta intensamente a cada dia que passa. Me desculpa por mentir, eu sei que você está gostando dos meus bons modos e atitudes certas com relação a essa situação, é só que eu estava me prendendo demais ao que ainda poderia ser, o que ainda o futuro poderia ter pra nós, mas isso está acabando comigo e com minha concentração, eu tenho que me desligar e tentar me afastar destas ideias que em nenhum momento me fizeram bem, todas as pontinhas de esperança, entendidas por mim, nunca passarão disso, essa é a dura verdade, eu estou falando pra mim que foi bom, que durou o quanto tinha que durar, que vai ficar tudo bem, você não está mais aqui pra fazer isso, e eu só tenho a mim mesma pra me fazer feliz. Boa sorte na vida, você merece!"
20 março, 2013

bagunçando

E todos aqueles textos de "siga em frente" ficaram estocados na minha cabeça, lá, parados. Nenhum deles me ajudaram a superar o que eu estou sentindo. Essa dor misturada com saudade, esse medo misturado com ansiedade, e essa esperança misturada com minha razão. Está tudo embaralhado aqui dentro. Eu fiz a escolha de deixar tudo, de deixar as pessoas que eu tanto amava, pra conhecer o meu país dos sonhos, pra viver meu sonho. Eu deixei tudo sem saber que seria tão difícil voltar. Voltar e ver que toda a minha vida passada seguiu em frente sem mim e eu agora tenho que sobreviver e me adaptar a isso. Quando você volta depois de um tempo fora você está "ansioso" pra ter sua vida de volta, e não é o que acontece, e eu comecei a ler textos de "move on" (siga em frente), "agora é uma nova vida", "keep going" (continue), mas é difícil, está difícil vê-lo com a namorada, feliz, sem a menor pretensão de voltarmos ao que eramos, está difícil reaver meus melhores amigos, está difícil ler tanto texto - concentrada - nessa faculdade nova, tá difícil não ter o emprego, dinheiro e compras que eu tinha e fazia. Pode parecer drama, mas desde que cheguei eu estou aguentando forte, firme, sempre pensando "hoje é o dia que tudo pode mudar", mas o "hoje" já se passou tantas vezes que eu estou só aqui, reclamando eu sei, desculpa, é só essa saudade mexendo comigo e mais uma vez bagunçando toda a minha mente.
Ocorreu um erro neste gadget