17 janeiro, 2011

touch;


Every choice we make and every road we take, every interaction starts a chain reaction! We’re both affected, when we least expect it and then when we touched, and it all connected.
13 janeiro, 2011

unwritter;

Eu posso não entender de felicidade. Talvez nunca tenha entendido direito tanto quanto eu desejei. Eu descobrir que procurava algo que já estava em mim. Eu tenho amigas, eu tenho vida, eu tenho minha casa e minha família em ótimo estado, eu tenho força de vontade e acima de tudo amor próprio, mesmo inativo às vezes. Eu entrei em uma nova fase da vida, aquela que você acredita que você é capaz de algo melhor do que chorar por algo que nunca aconteceu ou acontecerá, que você faz planos que irá realmente realiza-los, você sorrir a quem merece e ignora os inconvenientes. O ano mal começou e parece que já tenho uma história pra contar de anos, escolhas a fazer que pode mudar o rumo de muita coisa. Eu já sei o que eu quero e isso ninguém mais pode questionar. É momento de seguir em frente, buscar meu lugar no mundo, de aprender a dar valor as pessoas que não falam com você simplesmente por conveniência e sim por confiança, por amizade. Agora é hora de novos costumes, novos pensamentos, novos lugares, novos momentos, novas pessoas, nova escola - último ano - é hora de focar no que você realmente quer e aproveitar o que tem hoje, agora. Hora de recomeçar. Nova página do livro, em branco, não tem nada que você já deva saber, ou melhor. Eu estou feliz ;)




Feel the rain on your skin, no one else can feel it for you only you can let it in no one else, no one else! Can speak the words on your lips, drench yourself in words unspoken live your life with arms wide open, today is when your book begins the rest is still unwritten (..) Release your inhibitions!

01 janeiro, 2011

Adeus 2010! Vem 2011!

2010 foi um ótimo ano. Eu me vi amadurecendo. Tive que me virar sozinha muitas vezes, tive que engolir o choro e fingir um sorriso, tive que passar noites deitada na cama olhando para o teto, e pensar no que eu realmente queria, se valia a pena todo o meu esforço. Em algumas situações essas longas horas não adiantaram muita coisa já que meu coração gritava por aquilo. Eu cometi alguns erros por tentar acertar, mas muito menos do que em 2009. E isso eu tenho que me orgulhar, isso é progredir e cumprir as promessas que se faz na virada de um ano. Eu perdi pessoas importantes, me vi distante de amizades que acreditava que nunca iam se afastar de mim, e também vi que a distância não impede de uma amizade nascer e existir, descobrir que melhores amigas significa quando uma cair, as duas se machucam. No amor eu me vi surpreendendo no inicio e sofrendo depois, mas também muito menos do que em 2009.Fiz viagens inesquecíveis, conheci pessoas incríveis, algumas delas já partiram e outras estão cada vez mais próximas a mim, mas nas melhores lembranças eles sempre vão estar e tive amigas cada vez mais perto, ou muito mais distante me vendo várias vezes sozinha. Aprendi que se alguém quer fazer parte da sua vida ela não vai medir esforços pra isso, e aprendi que posso superar muito mais do que imaginava se tiver amigos comigo. Melhorei em alguns aspectos e continuo fraca em outros, mas não piorei em nada. Uma meta de 2010 que levo pra 2011 é me importar menos, com tudo, principalmente com as pessoas, percebi o quanto eu não posso acreditar em qualquer palavra, qualquer sorriso, qualquer beijo, qualquer abraço, qualquer olhar, porque as pessoas fingem, e muito bem.
Uma frase que fica pra minha virada de ano é "I'm not afraid to try again, I'm just afraid of getting hurt for the same reason". 
Mudanças são bem-vindas em 3,2,1. É, exatamente agora. Quero novos sentimentos, novos lugares, novas cores e amores, novas pessoas, novo ano. Um feliz 2011 para todos nós. ;)
Ocorreu um erro neste gadget