15 junho, 2012

se levanta.

Menina, se levanta. Abre o guarda-roupa, não, não pegue a roupa mais bonita, pegue seu sorriso que você escondeu noite passada pra trocá-lo por lágrimas junto ao seu travesseiro.
Não faz isso contigo. Não faz isso com ela, é a sua auto-estima.
Vai correr pela rua, com o pijama e pantufa. Vai. Sem vergonha, sem juízo. Você e seu sorriso.
Volta pra casa toma um banho e se anima, escuta aquela música legal e lembre-se de uma coisa, nada, na-da, pra te deixar noites sem dormi pode ser mais importante do que o dia de hoje. Me disseram que ele vem recheado de surpresas, de esperança, de sol e o que mais venha é melhor do que a companhia do seu travesseiro molhado da noite anterior, e falando nele, leva ele pro sol, ele também vai gostar da idéia.
Nenhum garoto no mundo vale tanto a pena. Se ele valesse você não estaria se identificando tanto com o que disse até agora, você estaria feliz com ele, e acredite em mim, eu sei o que é ser feliz, te consome e você não tem tempo pra pensar em outra coisa. Nenhuma nota ruim no mundo vale tanto. Porque alem de existir próximas provas, ou mesmo se ela for a última, sua última noite de choro podia ter sido de estudos, teria mais resultados. Nenhuma briga no mundo vale tanto, com o amigo, a amiga, o namorado, a mãe, o pai, quem seja, vai pede desculpas se tiver errado, nem que seja milésima vez que você esteja errado e você não agüente mais isso, vai, um dia você vai estar certa e você vai querer que te peçam desculpas, se você estiver certo, espere, dê a oportunidade da outra pessoa se desculpa, conversa, mostra o erro, mas não condena, pessoas merecem a sua paciência, se não, “um abraço”, siga em frente, só lá você vai descobri algo mais, e garanto que bem mais que a sua noite de choro.
Então vai, um pulinho em frente ao espelho, uma piscadinha e vai, sem medo, sem olhar pra trás, sem pensar no que ta deixando, abro os olhos e veja o lindo caminho que tem pela frente, veja menina, a luz do dia, escute seu coração, ele já está numa freqüência melhor, aquela que você pode caminhar com calma sem ter sua respiração interrompida, caminha, vai, e depois me conta desse dia, e eu te conto o meu, to indo seguir meus sonhos assim como espero que você faça. 
10 junho, 2012

passar perto.

Você não conhece o mundo todo. Não. Diga a você mesma agora, falo sério. Você pode não dizer a você mesmo agora, mas a vida vai gritar pra você depois. Gritaram comigo. Você passa a conhecer pessoas novas e com elas mundos diferentes, hábitos, costumes, gostos e situações inusitadas diferentes do seu cotidiano chegam a sua frente, e sabe o que eu aprendi? Que todo mundo, foco no “todo mundo” por favor, merece felicidade, independente de como ela venha, de como ela se demonstre, de onde ela apareça, todo ser foi criado para o amor, para amar, pra ser feliz, pra receber carinho, pra doar carinho, pra fazer amigos, pra ter amigos. Preconceito é algo que deveria ser excluído da mente do ser humano, ser algo condenado como agressão a crianças, não existe nação no mundo que aceite. Pessoas ultrapassadas são aquelas que não conseguem ver isso, ver a esperança nos olhos de viver bem sem ser julgado, sem ser condenado a algo que pra ele é o que faz feliz. Por favor, conheçam uns aos outros antes de proferir qualquer palavra absurda que vá machucar seu próximo. Depois de amar Deus sob todas as coisas ele pediu para que amassemos uns aos outros, e eu acrescento que amor deve vim recheado de respeito, é uma parte essencial, julgue menos, viva mais, sorria mais, se abra a novas situações, existem coisas no mundo que nem expectativas podem passar perto. 
01 junho, 2012

O coração nunca para

"Depois que chega o fim, a primeira coisa que você faz é dançar com as tantas interrogações que te chamam para a pista. Dança com uma, dança com outra. E quando vai sentar para descansar os pés, chega mais uma com um sorriso cheio de convite e você acaba aceitando. Dança e dança e dança. Com dor, com dúvida, com o gosto azedo da falta na boca.

Terminar o que a gente começa não é fácil. Eu e você sabemos como é difícil terminar uma dieta, como é difícil vencer o sono e terminar mais um capítulo, como é difícil terminar uma série de abdominais, como é difícil terminar de engolir aquele sapo gordo e desgraçado. Não deixe que zombem do seu amor. Tem gente que acha que terminar casamento é complicado, mas que acabar um namoro é facinho. Bobos. Não sabem de nada. As coisas não precisam ter nome para serem sentidas. Um casamento não é mais importante que um namoro. Tudo depende da intensidade que a coisa tem. Da importância que você dá. Do quanto seu coração se entrega.

É difícil a gente se dar um ultimato. É difícil dizer chega, não quero mais isso pra mim. É difícil a gente falar deu, é hora de encerrar essa história. É difícil a gente terminar um sentimento dentro da gente mesmo. Não existe um botão que delete uma emoção. Seja ela amor, paixão, afeto, carinho.

As dúvidas sempre rondam a nossa cabeça. Será que foi a coisa certa? Será que não vou me arrepender amanhã? Será que vou sentir saudade? Por que ele fez isso comigo? Por que ele não me ama mais? Será que arrumou outra? Será que ela é melhor que eu? O que eu fiz de errado? Será que ele vai voltar atrás e me ligar amanhã? Será que ele vai esquecer tudo que passamos juntos? Será que eu vou conseguir amar de novo? Será que vou superar?

O ser humano adora procurar um motivo para sofrer. Adora arrumar uma infelicidade para contar para o outro. É assim comigo, é assim com você. Acho que quando a gente amadurece emocionalmente se dá conta do seguinte: fazemos o possível, o que está ao nosso alcance. Se não deu certo, paciência. Isso não vai te fazer melhor ou pior que ninguém. Você não vai ser rotulada de fracassada. Você não vai ficar solteira até o fim da vida. Você vai, sim, amar de novo. Porque o coração nunca para." 

Clarissa Corrêa

Fonte: http://www.clarissacorrea.com/2012/03/o-coracao-nunca-para.html
Ocorreu um erro neste gadget